quinta-feira, 24 de março de 2011

Deo Gratias


Trecho do "Réquiem Alemão" de Johannes Brahms (1833-1897).

"Porque toda carne é como a erva
E toda a glória do homem
Como a flor do campo
A erva seca e a flor cai.
(Pedro 1:24)

Assim, então, sede pacientes, queridos irmãos,
Até a vinda do Senhor.
Olhai o lavrador que espera
O estimado fruto da terra
E é paciente na espera,
Enquanto recebe a chuva da manhã e da tarde.
Assim então, tende paciência.
(Tiago 5:7)

Pois toda carne é como a erva
E toda a glória do homem
É como as flores do campo.
A erva seca
E a flor cai.
Mas a palavra do Senhor perdura eternamente.
(I Pedro 1:24-25)

Os resgatados do Senhor voltarão,
E virão a Sião com júbilo;
Eterna alegria estará sobre suas cabeças;
Alegria e felicidade estarão com eles,
E a dor e o pranto deles fugirá.
(Isaías 35:10)

Não deixeis que o mundo vos engane. Concentrai-vos no Centro, não disperseis apegando-vos às armadilhas e às confusões dos homens. Tenhais como a Santa Premissa a Verdade Absoluta, a Razão Universal, o Bem que rege e existe mesmo detrás da faixa escura e ilusória do mal, o Deus Único, Amoroso, Misericordioso e Justo: este é o nosso Deus, o Único.
            Não contendais, não vos preocupais com os dizeres, com as incertezas, e com as tentações: firme e forte é o que vence, e só um vence, e já venceu por nós, e só ele pode segurar em nosso braço e fazer-nos percorrer o restante do caminho. Jesus, que doce nome! Foquemos neste Santo Homem, no Filho de Deus, o nosso exemplo, o nosso guia. Andemos em seus passos, e encontraremos glória sem par.
            Ouçamos a Cristo, a Palavra Encarnada, o Verbo que se fez carne, a Palavra de Deus em ação, e encontraremos a virtude, caminharemos para o Bem. Quem não busca o bem? Todos o procuram, mas fazem o mal em buscá-lo da forma errada. Eis o caminho para o Paraíso, para o descanso nos braços do SENHOR: Cristo.
            Dai graças a Deus, por tudo, pois com certeza todos temos grandes motivos para isso. Pelas nossas amizades, pelas nossas famílias, pelas bênçãos, pelo amor e cuidado divinos. Peçamos, em oração sincera, caridade, compaixão, humildade, devoção, fervor, direção, sabedoria, para que cresçamos em espírito.
            A Santa Palavra, rica em sabedoria, espada de dois gumes...Nosso Deus, que é Amor, Misericórida e Justiça acima de tudo... Ele está além de nós, entre nós e conosco...Cristo, o Salvador...
            Que Deus nos guie para a sabedoria, para a virtude, para a vitória em Cristo Jesus, para a Vida pelos séculos e séculos. Clamemos e agradeçamos.
            Amém.

"Exultate jubilate" de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791).
"Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, jamais morrerá. Crês isto?" João 11.25-26
"Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus." 1 Coríntios 1.18
"O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." 1 Coríntios 13.4-7.
"Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu, para glória de Deus." Romanos 15.7.
"O amor não faz mal ao próximo. De modo que o amor é o cumprimento da lei." Romanos 13.10.
"Pois toda a lei se cumpre numa só palavra, a saber: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo." Gálatas 5.14.
"Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem." Romanos 12.21
"Para a liberdade Cristo nos libertou; permanecei, pois, firmes e não vos dobreis novamente a um jogo de escravidão." Gálatas 5.1
"Antes, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça." Romanos 12.20
"A ninguém devais coisa alguma, senão o amor recíproco; pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei." Romanos 13.8
"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem." Hebreus 11.1.
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." João 14.27.
"Então Jesus tornou a falar-lhes, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida." João 8.12.
"tendo antes de tudo ardente amor uns para com os outros, porque o amor cobre uma multidão de pecados;" 1 Pedro 4.8.
"Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará." Mateus 6.6.
"Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós." 1 Pedro 5.6,7.
"Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo" Romanos 10.9.
"abençoai aos que vos perseguem; abençoai, e não amaldiçoeis; alegrai-vos com os que se alegram; chorai com os que choram" Romanos 12.14-15.
"Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada." Romanos 8.18.
" a ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas dignas, perante todos os homens. Se for possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens" Romanos 12.17-18.
"Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros" Romanos 12.10.
"Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor." Romanos 6.23.
"não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;
12 alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração" Romanos 12.11-12.
"Porquanto fizeste do Senhor o teu refúgio, e do Altíssimo a tua habitação, nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda." Salmo 91.9-10.
"A boca do justo é manancial de vida, porém a boca dos ímpios esconde a violência.O ódio excita contendas; mas o amor cobre todas as transgressões." Provérbios 10.11-12.
"Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal. Isso será saúde para a tua carne; e refrigério para os teus ossos." Provérbios 3.7-8.
"Não maquines o mal contra o teu próximo, que habita contigo confiadamente." Provérbios 3.29.
"Feliz é o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire entendimento; pois melhor é o lucro que ela dá do que o lucro da prata, e a sua renda do que o ouro." Provérbios 3.13-14.
"Os tesouros da impiedade de nada aproveitam; mas a justiça livra da morte.O Senhor não deixa o justo passar fome; mas o desejo dos ímpios ele rechaça." Provérbios 2.3.
"Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.O caminho dos ímpios é como a escuridão: não sabem eles em que tropeçam." Provérbios 4.18-19.
"Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas." Provérbios 3.5-6.
"O que trabalha com mão remissa empobrece; mas a mão do diligente enriquece. O que ajunta no verão é filho prudente; mas o que dorme na sega é filho que envergonha." Provérbios 10.4-5.
*

sexta-feira, 4 de março de 2011

Fecisti nos ad te, et inquietum est cor nostrum, donec requiescat in Te

"Inverno" de "As Quatro Estações", de Antonio Vivaldi (1678-1741).

A postagem de hoje pretende ser poderosamente breve. Começo apresentando sábias palavras de meu irmão:
            “Uma das grandes tolices de nossa era, e que será com justiça ridicularizada pelas gerações futuras, é a glorificação da ciência acima dos outros sistemas de conhecimento humano.”
            Resposta de alguém: “A minha opinião é de que a ciência é exímia naquilo que se propõe a fazer. Doravante, seria impossível termos o progresso tecnológico que temos hoje sem o pensamento científico. Não é questão de ser melhor ou pior. Mas não dá para usar de pensamento religioso ou fiolosofia para construir um prédio, ou projetar um sistema web como o facebook, certo?”
            Ele responde: “Aí é que está. A ciência traz grandes implicações na vida prática, grandes progressos pragmáticos. Mas isso não a torna melhor ou mais verdadeira que os outros conhecimentos que não se dedicam a serem úteis para esse aspecto da vida. A audição é ótima para apreciar uma música, mas ela não é melhor que a visão por causa disso. Os cientificistas são os que cometem esse erro. Eles são muito comuns, e vivem criticando os textos e produções não-científicas com base nessa diferença de método.”
Para completar, a ciência tem o grande problema de, embora sempre uma produção humana, subjetiva, baseada em conceitos, e, portanto, não-segura, estar sempre em contínua mudança. Ela exerce autocrítica e se modifica de acordo com as experimentações. Isso é ótimo quando a questão é fazer um prédio seguro, mas é péssimo quando a questão é encontrar um conhecimento seguro e atemporal.”

(Partes 1 e 2) Rapsódia Húngara No.14, do compositor romântico húngaro Franz Liszt (1811-1886).

O que tenho a tratar sobre isso é justamente resultado da minha saturação de falar com ateus, principalmente porque essas conversas e minhas críticas costumam ser focadas em vários pontos miúdos de discussão, que sempre terminam na mesma conclusão: argumentos apresentados de ambos os lados, refutados, questionados, porém ainda valendo e sendo igualmente verdadeiros para aqueles que os apresentaram.
Não há como provar que Deus existe ou não (opinião que não é novidade), e discutir sobre miudezas é mais uma forma de indicar isso, apenas, e mostrar que tudo na verdade é um grande mistério. O problema é que existem aqueles que acreditam que a ciência se opõe à fé e prova a inexistência de Deus. Os que pensam o primeiro são desculpados por ser apenas opinião pessoal, mas achar que o conhecimento humano prova algo sobre isso é um absurdo.
Cientificistas pensam assim, e apresentam várias miudezas cansativas para se discutir. Não merecem ser criticados assim como os religiosos? Se o dogmatismo é um erro, o racionalismo também o é. Devemos buscar o meio termo: não nos render a ditames, procurar nós mesmos as respostas, usando nosso senso, sem refutar a fé nem adotar o conhecimento humano como o único paradigma explicativo do Universo.
Pensando assim, poupam-se muitas conversas insatisfatórias. Com o que vou mostrar em seguida, vemos que há por todo lado discursos equivocados, principalmente de professores em sala de aula, que misturam ciência com suas visões pessoais, armando tudo de modo a colocar a religião como o que há de pior e mais mitológico no mundo atual, o que não passa de uma visão que não deveria ser revelada assim, descaradamente, ou mesmo implicitamente.
O que acontece é que, não é porque algo material, em progresso constante, não é capaz de revelar alguma coisa não material, que o não material não existe, pelo contrário, mostra que o não material é de fato não material! Eu não posso conceber a ideia de um Universo que se autoexplica, ou seja, a matéria ser a razão da matéria. Foi por isso mesmo (eu imagino) que Voltaire cria em um “Deus Razão”. Realmente é uma concepção muito primitiva, abreviada de Deus, mas já é um sinal de bom senso. Sendo assim, a ciência não prova nada, a não ser ela mesma, ou seja, aquilo que faz parte de seu campo, como disse meu irmão de forma bem simples.
Partindo dessa ideia óbvia, notamos que o conhecimento do mundo não passa de dados soltos, que são organizados de modo a transmitir uma ideia ou outra de acordo com a mente de cada um, ou melhor, de acordo com a premissa de cada um.
Se a premissa maior de alguém é que Deus existe, e só Ele explica o motivo da existência, tudo o que a ciência mostrar será visto sob essa luz, por dedução. Dependendo de vários fatores, inclusive o grau de conhecimento, diferentes visões surgirão, desde a mais tradicional até a mais liberal.
Se a premissa maior de alguém é a não existência de Deus, o caminho oposto será percorrido, por dedução.
Se alguém não tem premissa maior, chegará a uma por indução, a partir dos fatos que colhe com a ciência e com a sua mente humana.
Esse raciocínio deveria ser suficiente para impedir que alguém chamasse um religioso de burro, ignorante, atrasado, cego, etc, como acontece a todo momento, de diferentes formas. As agressões são muitas, não por discriminação, mas por generalizações grosseiras e raciocínios precipitados e equivocados, fruto de falta de senso, de pessoas que “tomam tomada por focinho de porco”, “colocando o pé no lugar da cabeça”, ou seja, enredando-se em conclusões das mais absurdas e armando meios fáceis de manipular as outras mentes por vários meios, como a ironia, o sarcasmo, a educação  de hoje em dia (o mundo hoje quer ser ateu).
Estou cansado de discutir miudezas. Prefiro ir direto ao ponto. Lamento ser tão britânico nesta postagem, prefiro o caráter francês de conversa, mas o assunto tem de ser breve, simples, direto. Quero abrir a boca para falar utilidades. Não vou converter um descrente discutindo  cada dia mais uma miudeza no mar infinito. Só espero poder ajudar os crentes a crer mais e mais, em comunhão, ajudar os descrentes a olhar o mundo com o olhar do céu em esperança de mudar, de despertar no coração jovem e frio um fervor maravilhoso, refutar miudezas com o intuito de permitir que outros também se livrem dos muitos ataques irritantes que são feitos hoje, enfim, por diferentes motivos. Mas discutir miudezas está ficando cada vez menos importante. Prefiro um papo mais abrangente.

(Vídeo 1/3) "Mazeppa", Poema Sinfônico de Franz Liszt (1811-1886).

É quase Carnaval. O crente pode estar torcendo o nariz para os festejos. Eis um bom assunto para uma postagem moralista destinada principalmente aos crentes. De fato a moral muda com o tempo, mas a mensagem divina (tão perfeita) é a mesma para sempre. Eu poderia dizer aqui com muitos detalhes que pular Carnaval é um elemento poderoso e maravilhoso de nossa cultura, em que exteriorizamos a nossa alegria, com pulos, danças, canções, imagens bonitas, festas, enfim, coisas boas. São seculares, de fato, mas o secular não se opõe ao sagrado, apenas está no meio termo, como Tozer nos explica sabiamente em seu livro "Homem: habitação de Deus", que foi muito citado em outras postagens minhas.
O cristão tem de ser sábio para pular Carnaval direito. O problema não é ingerir uma gota de cerveja (até porque vinho tem teor de álcool muito maior), mas não abusar em nada. Principalmente porque a aversão clássica do crente à cerveja (só a cerveja) não é bíblica, mas originária da sociedade que conviveu com as consequencias do abuso dessa bebida popular (vinho não é popular). Não vou me enredar por esse assunto hoje. Só quero resumir um conceito final sobre a moral.
“Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.” Filipenses 4.5
A moral humana vai mudando. Pular Carnaval em outra época seria um absurdo, mas hoje não é, e isso não significa crise na cristandade. Crise na cristandade significa teologia da prosperidade, enganação, manipulação, fanatismo, egoísmo, frieza, hipocrisia, e muitas outras enfermidades, o que existe desde muito, muito tempo.
O cristão deve gastar seu tempo prestando atenção no que importa. Não fale de porta em porta que o fogo do inferno espera alguém na terça-feira, mas que Jesus o convida a uma transformação, a se direcionar a uma vida guiada por ele (que é o grande exemplo nosso) para se libertar do mal deste mundo.
Não jogue fora sua televisão, não fuja da internet nem ache que alguém vai para o inferno por dançar! Essas inutilidades são fruto de mente vazia que o diabo usa para encher de abobrinhas, em vez de Deus a encher com preocupações necessárias e com senso para não se meter em confusão.A moral humana muda, mas a mensagem de Deus é sempre a mesma, para todos os povos. E o senso do certo e do errado é um dos indícios da existência do imaterial.
O inferno existe porque é “bom” no final das contas. Justiça é boa. Basta olhar para um José Sarney, um político corrupto ou qualquer explorador que encontra a felicidade na infelicidade do outro, para notarmos que não há outra saída senão o tormento eterno do completo afastamento do amor de Deus. O mal é um mal necessário (mais detalhes sobre isso em outras postagens). A soma das resultantes no final resulta em Bem. Tudo está sujeito a Deus. O pecado moral de pessoas assim é muito mais grave que o carnal de uma prostituta, por exemplo, como opina o célebre C. S. Lewis, que escreveu "Cristianismo Puro e Simples", ótimo livro, e também "As Crônicas de Nárnia", muito mais do que fantasia para crianças, jovens e adultos.

(Vídeos 2/3 e 3/3) "Mazeppa", Poema Sinfônico de Liszt.

“Ora, havia um homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo, e todos os dias se regalava esplendidamente.
Ao seu portão fora deitado um mendigo, chamado Lázaro, todo coberto de úlceras;
o qual desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as úlceras.
Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico, e foi sepultado.
No inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio.
E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e envia-me Lázaro, para que molhe na água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.
Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que em tua vida recebeste os teus bens, e Lázaro de igual modo os males; agora, porém, ele aqui é consolado, e tu atormentado.
E além disso, entre nós e vós está posto um grande abismo, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem os de lá passar para nós.” Lucas 16.19-26.

           Pessoas assim ajudam a corromper a imagem da religião. Tomam tudo do avesso; a confusão está armada.

“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos.
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia.
Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus.
Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa.” Mateus 5.3-11.

“Pois eu vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.” Mateus 5.20.


"Sarabande" "Gigue" de John Lord (1941-...), músico que mistura vários tipos de rock com música clássica. Esse álbum é uma releitura de obras do grandioso compositor barroco alemão Johann Sebastian Bach (1685-1750).

            Isso é ser heroi. Não é fazer farra concorrendo a 1 milhão de reais. Dizem que os religiosos são alienados, mas alienado é aquele que prefere assistir idiotices na televisão do que ler um livro, sendo facilmente manipulado por qualquer argumento fraco de um descrente e achando-se na condição de esclarecido.
            Toda indignação contra “injustiça globalizada", como disse Saramago, (em todos os sentidos) só é útil se começar por mover a nós, a começar a nos apegarmos ao que nos revela a Verdade: a Palavra de Deus, a qual se fez carne (o Verbo) em Jesus Cristo, o verdadeiro arquétipo do ser humano. A Palavra de Deus ecoa por todo o Universo, porque Ele disse, e assim se fez. O homem não precisa  acreditar em Rei Arthur retornando com a Excalibur. Ele já conhece na Bíblia aquele que é o próprio  Deus – que modelo há maior que esse?
O homem precisa de um modelo. Certo. Por que ele precisa de um modelo? Porque fomos feitos para Deus, e só descansaremos quando retornarmos para ele.Jesus deixa claro sua função de exemplo. Devemos imitá-lo. Não foi à toa que Tomás de Kempis escreveu a profunda obra "Imitação de Cristo". Um ateu muito convencido me disse uma vez com um de seus argumentos que o homem precisa de um heroi, e Cristo seria só mais um mito. Vejo que a premissa menor de que o homem precisa de um modelo foi usado para atender à sua premissa maior, exatamente como eu apresentei há pouco! Já eu, usei a mesma ideia para atender à minha premissa maior; de que Deus existe, de que a Bíblia é verdadeira, etc.

Fecisti nos ad Te et inquietum est cor nostrum, donec requiescat in Te” (Fizeste-nos para Ti, e inquieto estará nosso coração enquanto não repousar em Ti) Santo Agostinho de Hipona (354-430).

E é a fé na moral o que dá luz pra repudiar qualquer fé na palavra de qualquer homem
mesmo que ele se arme de ironias finas, ou arrogância, ou qualquer tipo de ciência... Não importa o que se discuta, tudo depende da premissa, tudo depende do senso, tudo depende de cada um: livre arbítrio, e predestinação!
“Quem não acredita, por favor, não critica”. Quem não crê, pouco sabe sobre quem crê. Mas eu falo de Fé, não se simplesmente acreditar. Em outras postagens já disse sobre o que é a fé, algo muito maior do que dizer que acredita.
A grande ironia do mundo: os grandes são feitos pequenos, e os pequenos são feitos grandes. Um gênio, que mudou a forma de pensar do mundo, enredou-se nas sendas da morte, mas um homem comum trilhou o caminho oposto com menores feitos. O "rico" confia em si mesmo e fica cego (“rico” aqui engloba vários sentidos) e o "pobre" enxerga coisas que para os outros são loucura.
Existem maravilhas várias para se falar sobre Deus e sua Palavra, mas as pessoas em geral preferem falar mal, ou dizer absurdos. Não posso fazer nada contra, praticamente. Mas quem crê em Jesus, nunca está só. E quem mergulha na sabedoria de Deus, fica encantado.
 Ora, ora, acabei não sendo tão breve e objetivo quanto um verdadeiro britânico seria. Isso é bom.
Tenham um bom Carnaval, e que Deus os guarde por todos os dias, levando-os a crescer em fé, em toda virtude, caridade, compaixão, devoção, arrependimento, e tudo o mais... Que sejamos da mesma família: irmãos em Cristo Jesus. Amém.

Canto gregoriano "Salve Regina". Belíssimas imagens, inclusive a do sarcófago do famoso Black Prince.

Para terminar, belas frases que colhi no twitter:
“Passion and tolerance are not a sign of weakness, but a sign of strength” Dalai Lama

“Religions must serve humanity, not the other way around” Dalai Lama

“When our minds are clouded by hatred, selfishness, jealousy and anger, we lose not only control but also our judgement” Dalai Lama

“I have found that the greatest degree of inner tranquility comes from the development os love and compassion” Dalai Lama

“It is necessary to help others, not only in your prayers, but in our daily lives” Dalai Lama

“Smile if you want a smile from another face” Dalai Lama

“Sleep is the best meditation” Dalai Lama

“Sainthood lies in the habit of referring the smallest actions to God” Cleve Staples Lewis

“Once a man is united with God, how could he not live forever?” C. S. Lewis

“Only He [Jesus] who really lived a human life (and I presume that only he did) can fully taste the horror os death” C. S. Lewis

“Every story of convertion is the story of a blessed defeat” C. S. Lewis

“The natural life knows that if spiritual  life gets hold of it, all its self-centredness and self-will are going to be killed” C. S. Lewis

*